Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010
Dependências - CATUS ou Unidades de Tratamento para Toxicodependentes e Alcoólicos (tel.)

Telefonema de José Teixeira, 43 anos, ex-toxicodependente, de Guimarães:

Gostava de saber qual o papel dos CATUS. Está abstinente de drogas já há quatro anos, mas tratou-se numa Instituição Particular de Solidariedade Social.
A sua principal preocupação é ver os jovens a sair e a recair na droga, em parte porque ficam rotulados de "drogados" e a sociedade não lhes dá uma segunda chance.
 
João Goulão diz que os CATUS eram centros de atendimento a toxicodependentes. A partir do momento em que o Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT) passou a ter responsabilidades, também na área do álcool, o nome alterou para Unidades de Tratamento.
 
Estas Unidades de Tratamento são a porta de entrada para o sistema e é aí que os doentes são acompanhados em ambulatório. Funcionam como centros de saúde, onde são prestados cuidados médicos, psicológicos, psiquiátricos e psicosociais.
 
"Hoje, há uma panóplia alargada de respostas, entre as quais terapêuticas de substituição, medicamentosas, ou não", explica o presidente do IDT.
 
Para além disso, estas Unidades de Tratamento constituem também a porta de entrada para sistemas convencionados de Unidades de Desabituação e de Comunidades Terapêuticas.
 
"Temos uma Rede de Comunidades Terapêuticas com um total de 1200 camas, em que os custos do internamento são suportados em 80% pelo Estado. Os 20% residuais ficam a cargo da família ou do toxicodependente. Em caso de insolvência, podem ainda ser suportados pela Segurança Social", esclarece João Goulão..


publicado por servicodesaude às 12:47
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
|

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28