Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010
Sexualidade Feminina - Desejo e Relação Extraconjugal (tel.)

Telefonema de Ana Simões, 50 anos, da Figueira da Foz:

Diz que tem um casamento feliz mas assume que continua a sentir um desejo espontâneo  fora da relação. Acha que é normal e sente-se bem. E diz que concretiza esse desejo, ou sozinha ou com a pessoa que é objecto do seu desejo.

Ou seja, admite que tem relações extra-conjugais, neste caso, uma. Diz que não se sente afectada, nem no seu casamento, mas questiona-se simultaneamente se será normal sentir-se assim aos 50 anos.
 
Allen Gomes acha que ela está satisfeita, logo, não precisa de ser consultada. Já a ginecologista Lisa Ferreira Vicente chama a atenção para uma pergunta recorrente; “Eu sou normal?”
 
Ana Alexandra Carvalheira, psicóloga pôe a enfâse no facto deste ser habitualmente um comportamento visto como masculino e desconfia que por detrás do que a telespectadora descreveu exista um certo sentimento de culpabilidade. "As mulheres hoje perseguem o seu objecto de desejo mas no fundo ainda persistem alguns padrões".
 
Padrões que, na sua opinião, são evidentes em certas áreas: "Isso é claro com o tema da masturbação. A mulher é educada duma forma muito mais restritiva e o homem é socializado de uma forma muito mais permissiva. Isto tem consequências ao nível do sexo".
 
Segundo a psicóloga isto gera nas mulheres mais sentimentos de culpa, vergonha e  embaraço. Para além de que " não se masturbam com tanta frequência e se o fazem, não assumem. E dessa forma deixam de conhecer o seu corpo".


publicado por servicodesaude às 16:28
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
|

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28